Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

5 de janeiro de 2014

Democratização da Comunicação: Venezuela inaugura novos canais de TV digital, comunitários e estatais

Nesse sentido, foi criada a TV FANB (Televisão da Força Armada Nacional Bolivariana) e no mês de fevereiro será criada a TV de defesa dos interesses da juventude e, logo em seguida, surgirá outras TVs para defesa de interesses específicos, tais como TV dos Trabalhadores e TV dos interesses indígenas. 

Na Venezuela, desde o inicio da revolução bolivariana (1999), comandada por Hugo Chávez, o movimento de transformação de caráter democrático e de construção do socialismo procura divulgar amplamente seus sucessos sócio/econômicos e políticos, bem como mostrar que é possível construir outro mundo que seja mais justo e equânime a seus povos. E nesse sentido se utiliza de meios inovadores de comunicação para disseminar sua ideologia, seus objetivos e seus sucessos – já que toda a mídia privada (majoritária no país) e mesmo aquelas atuando em outros países se posicionam contrariamente a essa revolução. O canal estatal denominado Venezolana de Television (VTV canal 8) cumpriu com muita determinação essa função, reforçado ao longo dos anos com outros canais de TV controlados pelo estado ou pelos setores comunitários (TVEs, Vive Tv,Telesur, ANTV, Alba TV entre outros).


O atual presidente da República, Nicolás Maduro Moros, resolve acelerar e radicalizar o processo de comunicação e implanta no país novos canais de TVs com tecnologia digital e transmissão via satélites próprios (Satélites Simón Bolívar e Francisco de Miranda), portanto autônomos na defesa dos interesses da revolução. Nesse sentido, foi criada a TV FANB (Televisão da Força Armada Nacional Bolivariana) e no mês de fevereiro será criada a TV de defesa dos interesses da juventude e, logo em seguida, surgirá outras TVs para defesa de interesses específicos, tais como TV dos Trabalhadores, TV dos interesses indígenas. A VTV (Canal 8) será transformada em televisão para temas culturais valorizando o cinema nacional e latino-americano bem como a transmissão de grandes eventos artísticos do naipe de orquestras sinfônicas, ballet e eventos culturais específicos dos povos latino americanos e caribenhos. Por outro lado, a TV Vive (que é comunitária), alterará seu nome para VTV Comunas e será transformada em emissora de opiniões e de informações sobre ações do governo e das comunas socialistas. (as comunas serão os embriões de um futuro estado socialista da Venezuela).

Se a Venezuela praticamente com duas TVs estatais de porte (VTV e Telesur – essa última fazendo parte de um consórcio de 4 países - Venezuela, Cuba, Argentina e Uruguai) conseguiu divulgar para toda a America Latina sua revolução e a importância de haver mudanças estruturais na América Latina – imagine-se o que acontecerá com muitas emissoras de TVs transmitindo para toda a América Latina/Caribe e mundo os fatos e situações que estão ocorrendo na Venezuela. (as TVs digitais estatais podem simultaneamente transmitir centenas canais e com isso quebrar os monopólios de audiência das mídias privadas). Uma revolução se faz com partido revolucionário, com grande participação popular, com divulgação de idéias, com armas a serviço dos interesses populares e uso de mídias modernas para comunicação. A era dos gloriosos e já superados tecnologicamente equipamentos do tipo maquinas de escrever, mimeógrafos a álcool, panfletos para distribuição em ruas e outros meios mais artesanais para divulgação de idéias estão sendo substituídos pelo uso da internet e emissoras de TV digitais com transmissão via satélite (portanto de longo e amplo alcance).

Nossa América Latina e Caribenha já tem sua régua e compasso e agora com novas e modernas mídias comunicação irá mais rapidamente para sua transformação.

Leia também:
Tupac Katarim, satélite boliviano, já está no espaço
Venezuela: Forças Armadas ganham o seu próprio canal de TV

Por Jacob Blinder no Chico Sant'Anna e a Info Com

Um comentário:

  1. Xiiiiii, lá vem eles de novo com essas idéias obscuras e censuradoras. Só pode ser obra do espírito perturbado do Chavez.
    Se tudo isso esta acontecendo agora, imagina na copa?
    (Assinado Coxinha Globete Global)

    ResponderExcluir