Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

3 de novembro de 2012

O filme "Os Amigos de 68" fará sua estréia no cinema Odeon (RJ) dia 10 de novembro

Brasil, junho de 1968. Uma assembléia estudantil é realizada em plena ditadura militar. Conhecida como “A Ocupação da Reitoria”, a assembléia levou à prisão 400 estudantes, universitários e secundaristas. Mais de trinta anos após a anistia, companheiros de resistência se encontram e conversam sobre a manifestação e as consequências do período nos dias atuais.

Escrito, dirigido e produzido por Elena Diniz, Os Amigos de 68 é um filme inédito que procura resgatar a memória de uma manifestação estudantil, destacando a importância das lutas sociais na construção da história do Brasil.
O ano de 1968 foi o marco de grandes convulsões sociais no Brasil que vivenciava o início de um período marcado por uma opressora ditadura militar (1964-1985). O ano representou o auge do movimento estudantil, que foi uma das primeiras forças sociais no país a lutar pela democracia. O ícone do movimento de resistência foi a “Passeata dos Cem Mil” realizada no Rio de Janeiro em plena repressão. A precursora dessa referência foi uma assembléia estudantil que resultou na prisão de 400 estudantes, universitários e secundaristas. Devido às prisões injustas, o movimento estudantil obteve a adesão popular impulsionando as mobilizações.
Narrado por relatos espontâneos de companheiros de resistência, Os Amigos de 68 revisita os sítios históricos onde ocorreu a assembléia, traçando um paralelo entre o passado e o presente.
 

O filme reconstrói e é parte integrante do processo de luta pela memória, que  enfrenta uma forte resistência no país. Um reflexo dessa resistência é a Lei de Anistia ampla, geral e irrestrita promulgada em 1979 e reafirmada em 2010 pela Suprema Corte, em que impossibilitou processar os crimes cometidos pelo Estado durante a ditadura e, por conseguinte, qualquer reparação simbólica. Assim, é essencial combater o processo alienante que vem ocorrendo nos sítios históricos, para que as novas gerações reconheçam sua história e seus heróis.

Elena Diniz nasceu no Rio de Janeiro e, em 2011, se formou em Comunicação Social-Cinema pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio). Voltando-se para produções com temáticas sociais, históricas e culturais, Os Amigos de 68 é o seu primeiro curta-documentário. O projeto partiu de uma experiência carregada de vivência familiar que evoluiu na reflexão das questões políticas e sociais do período retratado no filme.

Direção, Roteiro e Produção: Elena Diniz
Fotografia: Mariana Rodrigues
Still: Marco Aurélio
Som Direto e Edição: Pedro Callado
Desenho de Som e Trilha Sonora: Fabio Carneiro Leão
Colorista e Efeitos Visuais: Thiago Carvalho
Finalização: Carolina Jessula
Patrocínio: PUC-Rio
Site oficial: www.osamigosde68.com
Mais informações: http://www.youtube.com/watch?v=FeX-T421Px4&feature=plcp

Com informações de  Rede Democrática  e   Os Amigos de 68
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário