Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

7 de julho de 2016

Ao Senado, Dilma reforça ter agido de boa fé e de acordo com a lei


Em defesa lida por José Eduardo Cardozo, a presidenta diz ser "alvo dessa farsa" porque nunca se submeteu a chantagens. Leia a defesa na íntegra

Em defesa apresentada à Comissão do Impeachment no Senado Federal, nesta quarta-feira (6), a presidenta eleita Dilma Rousseff voltou a se defender das falsas acusações feitas pela oposição para sustentar o golpe.

Em defesa escrita e lida pelo ex-advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, Dilma reafirma ter agido “de boa-fé, pelo bem do País e do nosso povo, e sempre dentro da lei”.

Estão julgando uma mulher honesta, uma servidora pública dedicada e uma lutadora de causas justas”, disse.

Ela ainda lembrou que “nunca, em nenhum país democrático, o mandato legítimo de um presidente foi interrompido por causa de atos de rotina da gestão orçamentária”.

“Sou alvo dessa farsa porque, como presidenta, nunca me submeti a chantagens. Não aceitei fazer concessões e conciliações escusas, de bastidores, tão conhecidas da política tradicional do nosso país. Nunca aceitei a submissão, a subordinação e a traição dos meu eleitores como preço a pagar pelos acordos que fiz’, relembrou Dilma.

Confira no 'link' abaixo a íntegra da defesa da presidenta Dilma:


da Agência PT de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário