Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

26 de junho de 2016

Meirelles desmontou tese de Temer sobre herança; "A situação do Brasil é de solidez e segurança"


Diferentemente do que afirmou o presidente interino Michel Temer, que reclamou, em entrevista à imprensa, de uma suposta herança maldita, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, desmontou, em nota, nesta sexta-feira (24), a tese do chefe.

"A situação do Brasil é de solidez e segurança porque os fundamentos são robustos. O país tem expressivo volume de reservas internacionais e o ingresso de investimento direto estrangeiro tem sido suficiente para financiar as transações correntes. As condições de financiamento da dívida pública brasileira permanecem sólidas neste momento de volatilidade nos mercados financeiros em função de eventos externos. O Tesouro Nacional conta com amplo colchão de liquidez", afirmou Meirelles, a despeito do resultado do plebiscito realizado no Reino Unido, que decidiu pela saída do país da União Européia.

Segundo o ministro, "a dívida pública federal do Brasil é composta majoritariamente de títulos denominados em reais". Além disso, frisou ele, "o governo anunciou medidas fiscais estruturantes de longo prazo". "A recente melhora nos indicadores de confiança e na percepção de risco do país reflete essas ações. Nesse contexto, o Brasil está preparado para atravessar com segurança períodos de instabilidade externa", reforçou.

A nota de Henrique Meirelles derruba a declaração dada por Temer mais cedo. "Recebi uma herança mais complicada do que eu imaginava", disse Temer, como se não fizesse parte do governo Dilma Rousseff, no qual seu partido detinha o comando de sete pastas.

Brasil 247
foto do GGN

Nenhum comentário:

Postar um comentário