Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

18 de junho de 2014

Vice dos EUA Joe Biden anuncia projeto de colaboração com a Comissão da Verdade brasileira

Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

Os Estados Unidos vão compartilhar documentos com a comissão nacional que investiga crimes cometidos durante a ditadura militar brasileira, informou nesta terça-feira (17) o vice-presidente americano Joe Biden durante reunião com a presidente Dilma Rousseff.

"Tenho o prazer de anunciar um projeto de desclassificar [tornar públicos] e compartilhar com a Comissão Nacional da Verdade documentos que vão ajudar a aclarar vários aspectos desses 21 anos”, garantiu Biden.

Segundo ele, um conjunto inicial de documentos já foi entregue à presidente, que trata o assunto como um tema importante.

O vice-presidente dos EUA aproveitou para elogiar a organização da Copa do Mundo – ele acompanhou a estreia da seleção americana, nesta segunda-feira (16), que venceu Gana por 2 a 1.

"O estádio [Arena das Dunas] foi maravilhoso, correspondeu a todas as expectativas, mas ficamos mais entusiasmados com o que estava acontecendo no gramado, ver os Estados Unidos ganharem foi uma grande emoção", disse. -  Bahia Notícias



Em declaração à imprensa nesta tarde, o vice-presidente americano anunciou um programa de colaboração do governo dos Estados Unidos com a Comissão da Verdade brasileira. Ele entregou hoje ao governo do Brasil documentos norte-americanos classificados referentes ao período militar (1964-1985). Segundo Biden, espera-se que, compreendendo melhor o passado, possa haver mais mais tranquilidade em relação ao futuro.

O vice-presidente falou ainda do estreitamento das relações bilaterais entre os Estados Unidos e o Brasil, ressaltando o volume do comércio entre as nações e os investimentos diretos norte-americanos, que chegam a US$ 80 bilhões.

"Somos duas grandes democracias com um povo empreendedor. Temos uma clara convergência de valores com o Brasil e nenhum óbvio conflito de interesses. Temos um grande potencial para fortalecer as relações, e isso foi refletido na nossa conversa de hoje", disse, referindo-se a assuntos tratados com a presidenta Dilma Rousseff.

Sobre assuntos globais, Biden informou que Dilma e ele conversaram sobre segurança na internet, a situação do Iraque e da Venezuela.

"O céu é o limite para o que podemos alcançar juntos. Podemos trazer benefícios imensos para ambos os nossos povos, para todo o hemisfério e o mundo nas próximas décadas", afirmou o vice-presidente emericano.

Ele voltou a falar sobre os casos de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, que já havia mencionado na manhã de hoje, quando disse que confia norestabelecimento das relações com o Brasil após as denúncias de que governantes de vários países foram alvo de escuta dos norte-americanos. "Eu sei que esse assunto é de grande importância para as pessoas aqui, e é de grande importância para nós também. Dilma e eu tivemos uma conversa sincera sobre isso", destacou Biden. - Brasil Econômico

Nenhum comentário:

Postar um comentário