Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

28 de outubro de 2012

Em eleição histórica, Lula, Haddad e PT, vencem de STF, Serra e mídia neoliberal



Muito emocionado com o brado do povo, Haddad reforça que fará de São Paulo a locomotiva da America latina, com projetos concretos e apoios significativos.
O candidato partiu dos 3% e chegou aos 55,7%, numa virada histórica.

"Agradeço ao presidente Lula do fundo do coração pelo apoio, sem o qual seria impossível eu lograr qualquer êxito nas eleições."

Fernando Haddad, do PT, eleito prefeito de São Paulo para os próximos quatro anos, afirmou na noite deste domingo (28), em seu discurso de vitória, que irá derrubar o “muro da vergonha que separa a cidade rica da cidade pobre”.
“São Paulo tem que ser antes de tudo uma cidade-lar, um teto digno debaixo do qual toda família possa realizar seu sonho de ser feliz. São Paulo é de todos os nascidos aqui, é de todos os que vieram pa cá, São Paulo é de todo o Brasil”, afirmou o novo prefeito, em seu pronunciamento.
Segundo ele, o “objetivo central está plenamente delineado, discutido e aprovado pela maioria do povo de São Paulo”. “É diminuir a grande desigualdae existente na cidade de São Paulo. Somos ao mesmo tempo uma das mais ricas e das mais desiguais do planeta.”
Logo no início de sua fala, Haddad agradeceu aos paulistanos pela “vontade soberana” e disse ser “uma alegria imensa, uma enorme responsabilidade” ser prefeito da maior cidade do país. “Quero agradecer em pirmeiro lugar aos milhões de homens e mulheres que me confiaram o voto. Em seguida, minha família, minha mulher Ana Estela, minha filha Carolina, meu filho Frederico, que estiveram juntos nessa jornada.”
Em seguida, agradeceu ao ex-presidente Lula, puxando o coro “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”. “Agradeço ao presidente Lula do fundo do coração pelo apoio, sem o qual seria impossível eu lograr qualquer êxito nas eleições.” O novo prefeito também agradeceu à presidenta Dilma Rousseff. “Agradeço à presidenta Dilma pela presença vigorosa na campanha desde o primeiro turno, pelo conforto nos momentos mais difíceis do primeiro turno.”
Haddad elogiou os partidos coligados, a vice, Nádia Campeão, e os apoios no segundo turno. “Quero agradecer aos apoiadores, que ampliaram nossa corrente no segundo turno, os quais dedico minha homenagem na figura do querido deputado Gabriel Chalita e do vice-presidente Michel Temer. Muito obrigado, Michel Temer. E quero fazer um agradecimento super especial ao meu partido, o Partido dos Trabalhadores.”
“Quero agradecer por último, mas não menos importante, aos meus opositores, porque me obrigaram nessa campanha a extrair o melhor de mim para lutar limpo. Fui eleito por um sentimento de mudança e sei dá enorme responsabiliade de todos que são eleitos por essa força.”

do Partido dos Trabalhadores

Nenhum comentário:

Postar um comentário