Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

18 de novembro de 2011

PT realiza Seminário Nacional sobre Novo Marco Regulatório para as Comunicações

Abaixo a ditadura da mídia. Chega de censura e hegemonia.
Pluralidade, diversidade, democracia. Comunicação direito de todos os brasileiros. Quero ver a Marlene Senna e o Emir Sader na TV. Quero ver o MST, o Chavez, o PCdoB, quero ver povo, Cuba, os movimentos sociais, os estudantes, a UNE, UBES, ANEL, quero ver a música instrumental brasileira, o frevo a cultura, os sindicatos, o debate político, os cientistas, a câmara, o senado, o teatro do povo. Chega de ser manipulado alienado, embotado, enganado. Não quero competir, não quero vencer, não quero comprar, quero ser solidário, quero ser, quero amar. - BlogueDoSouza

Por um Novo Marco Regulatório para as Comunicações: O PT convida ao debate
de Marlene Senna no Facebook
Programação:
Local: Hotel Braston, salão Topázio, Piso C
Rua Martins Fontes, 330, Centro de São Paulo
Dia 25 de novembro de 2011
9h: mesa de abertura
Rui Falcão, André Vargas, Marco Maia, Paulo Teixeira, Humberto Costa, Edinho Silva e Antonio Donato.
10h30: Estado, Democracia e Liberdade de Expressão
Fernando Morais - Jornalista e escritor, autor de Os Últimos Soldados da Guerra Fria (Cia. das Letras), dentre outros.
Venício Lima – Jornalista e sociólogo, professor aposentado da Universidade de Brasília. É autor de Liberdade de Expressão x Liberdade de Imprensa - Direito à Comunicação e Democracia (Ed. Publisher).
Rosane Bertotti - Secretária nacional de Comunicação da CUT.
Laurindo Lalo Leal Filho - Sociólogo e jornalista, professor da USP. É autor de Atrás das câmeras – Relações entre cultura, Estado e televisão (Ed.Summus), dentre outros.
13h às 14h30: intervalo
14h30 – 17h: Por que o Brasil precisa de um Marco Regulatório das Comunicações?
Franklin Martins - Jornalista político. Foi ministro da Comunicação Social (2007-2010)
Dennis Oliveira - Professor da ECA- USP, coordena o Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação.
Celso Schroeder - Coordenação Executiva do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e da Federação de Periodistas da América Latina e Caribe (Fepalc).
Sergio Amadeu - Sociólogo e Doutor em Ciência Política pela USP, é presidente do ITI – Instituto Nacional da Tecnologia da Informação. Autor de Exclusão Digital: a miséria na era da informação. 
17h às 17h30: Panorama Internacional da Regulação
Renato Rovai – Jornalista, editor da Revista Fórum, mídialivrista e blogueiro. É presidente da Associação Brasileira de Empresas e Empreendedores da Comunicação (Altercom).
João Brant – Mestre em Regulação e Políticas de Comunicação, membro da Coordenação-Executiva do Intervozes.
17h30 às 19h: Plenária das Entidades
Espaço para que todas as entidades convidadas possam se pronunciar sobre o que esperam do PT e de seus governos. Não tem caráter deliberativo nem de assembléia.

PRESIDÊNCIA NACIONAL
São Paulo: Rua Silveira Martins, 132 - 2. Andar - Centro - CEP: 01019-000 Telefone: (11) 3243 1313 e-mail: presidencia@pt.org.br

2 comentários:

  1. Existe "Pluralidade, diversidade, democracia." na mídia cubana? Eu só consigo achar o granma.cu ...

    ResponderExcluir
  2. "Anônimo", eu compreendo o nosso desconhecimento sobre Cuba. A ilha sofre além do covarde bloqueio econômico, o também não menos covarde, bloqueio midiático e assim o mundo não sabe o que de fato ocorre em Cuba.Tem um livro do Mário Augusto Jakobskind, jornalista respeitado no Brasil, que trata do assunto. Ele esteve lá por um bom tempo pesquisando este e outros assuntos. O livro é o "Cuba Apesar do Bloqueio" que já está na segunda edição. Eu me surpreendi e acredito que você também irá rever alguns conceitos. E voltando ao Brasil, a nossa situação em se tratando do serviço público "Comunicação", é muito grave. Mas já foi pior quando a censura era institucionalizada. Agora pelo menos o que há é monopólio, o não cumprimento de algumas leis que protegeriam os conteúdos nacionais, nossa indústria audio-visual, nossas culturas regionais, a diversidade, o pluralismo, a democracia. etc. Há também a necessidade de se criar novas leis para adequar o setor as novas tecnologias. Te aconselho ler http://www.bloguedosouza.com/2011/11/democratizacao-da-comunicacao-cumprir-o.html e também http://www.bloguedosouza.com/2011/11/democratizacao-da-comunicacao-fndc.html Abraço e obrigado por comentar.

    ResponderExcluir