Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

19 de setembro de 2011

Manifesto dos artistas e intelectuais em apoio à Comissão da Verdade

Artistas e intelectuais acompanharão a votação no Congresso e elaboraram o manifesto "Democracia de verdade". Entre os signatários estão o sociólogo Emir Sader e a filósofa Marilena Chauí.


A primavera dos direitos humanos - por Emir Sader



As oportunidades da vida nos levaram ao caminho da arte, da música e do espetáculo e, ao seguirmos esses passos, nos transformamos não apenas em artistas e intelectuais, mas em militantes da liberdade, já que temos a possibilidade de expressar nossas ideias e nossos sonhos na linguagem da arte e do conhecimento.

A democracia não nos foi dada, ela foi conquistada por uma geração que não se calou diante da opressão. A experiência vivenciada naquele período de repressão marcou vidas e foi capaz de mudar a história, mas ainda não podemos celebrar a democracia se não tivermos pleno conhecimento das violações cometidas nesse passado tão recente.

O que nos move nesse momento é a esperança de que os parlamentares possibilitem a atual e as futuras gerações o conhecimento desses fatos, para sabermos a verdadeira verdade. Como defensores da livre expressão do pensamento e da democracia, manifestamos ao Congresso Nacional nosso desejo de aprovação do Projeto de Lei 7.376/2010, que cria a Comissão Nacional da Verdade para que essas violações sejam lembradas e conhecidas pelo povo brasileiro, pois essa é a única forma de garantirmos que isso nunca mais aconteça.

Chegou a hora da verdade que o Brasil tanto espera.

Brasília, 20 de setembro de 2011

Beth Carvalho
Alcione
Alceu Valenca
Francis Hime
Edu Lobo
Chico Buarque
Caetano Veloso
Eric Nepomuceno
Nelson Sargento
Marceli Yuca
Noca da portela
Noam Chomsky
Tassia Camargo
Leticia Sabatela
Marcos Winter
Hildegard Angel
Hugo Carvana
Rui Guerra
Sergio Ricardo

A lista com os apoios será atualizada no sítio do: GritaBR

Nenhum comentário:

Postar um comentário