Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

6 de março de 2011

Banda Larga é um direito seu! Junte-se a nós!

1 - Confirme a adesão da sua entidade (ou individual) pelo e-mail campanhabandalarga@gmail.com. A única condição é concordar com o manifesto.

2 - Contribua com o Manifesto, ainda em versão preliminar e disponível em http://flimultimidia.com.br/campanhabandalarga/ 


3 - Participe da próxima reunião de organização da campanha: dia 14/03 (segunda-feira), às 16hs, no Conselho Regional de Psicologia (Rua Arruda Alvim, 89 – próximo a Cardeal Arcoverde e Dr. Arnaldo).

No dia 14 de março, às 16 horas na sede do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, as entidades envolvidas em torno da campanha Banda Larga é um Direito Seu! Uma ação pela Internet barata, de qualidade e para todos, realizarão uma reunião para preparar os próximos passos do movimento.
São muitos os desafios e debates que envolvem o acesso à banda larga e sua plena utilização no Brasil. O Plano Nacional de Banda Larga nasceu com o objetivo de reverter a atual situação de uma Internet cara, lenta e para poucos, mas é insuficiente para isso, e sofre com a pressão das empresas de telecomunicações, que ameaçam seus objetivos.

É indispensável que a sociedade se mobilize congregando movimentos sociais, ativistas pela internet livre, pontos de cultura, organizações do movimento de cultura e de comunicação e todos e todas interessados na luta pelo reconhecimento da banda larga como um direito, devendo ser universalizada e pautada no interesse público. Tal universalização é condição essencial à efetivação de direitos humanos fundamentais e ao aprofundamento da democracia brasileira.
Com este objetivo a campanha começou a se articular em 2010, e reúne reivindicações essenciais a este processo. As ações do PNBL estão caminhando sem esta contribuição organizada, por vezes apontando na direção contrária do que defendem os movimento sociais e de luta pela democratização da comunicação. A proposta da campanha é montar uma vigília permanente, congregando todas as contribuições, na defesa de uma Internet barata, de qualidade e para todos!
Nesta reunião, marcada para 14 de março, as entidades irão realizar o planejamento das próximas etapas da campanha, como uma ação nacional de lançamento, com atividades simultâneas em várias capitais.
A Campanha, bem como seu manifesto, estão aberto às adesões das entidades que queiram se juntar a esta iniciativa em defesa da inclusão digital

As entidades que já participam do movimento:

As Entidades:
ABCCom – Associação Brasileira de Canais Comunitários, ABRAÇO – Associação Nacional das Rádios Comunitárias, AMARC Brasil – Associação Mundial de Rádios Comunitárias, ANEATE – Associação Nacional das Entidades de Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão, Casa de Cultura Digital, Campanha Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania, Centro de Estudos da Mídia Alternativa “Barão de Itararé, CFP – Conselho Federal de Psicologia, COJIRA – Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (DF, RJ, BA, AL, PB e SP), Coletivo Digital, CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, CUT – Central Única dos Trabalhadores, Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe
FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas, FITERT – Federação Interestadual dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão, FITTEL – Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações, FNECDC – Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa dos Consumidor, FNDC – Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, Instituto Bem Estar Brasil, Instituto Geledés, Gpopai – Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação, Instituto NUPEF – Núcleo de Pesquisas, Estudos e Formação, Instituto Patrícia Galvão, Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, Laboratório Brasileiro de Cultura Digital, MPB – Movimento Música pra Baixar, Movimento Fora do Eixo
MNU – Movimento Negro Unificado, Núcleo de Jornalistas Afrodescendentes (RS), SinTPq – Sindicato dos Trabalhadores em Pesquisa, Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, LBL – Liga Brasileira de Lésbicas, PROTESTE – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, SINTTEL- Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Piauí, Sindicato dos Bancários da Bahia
UBM – União Brasileira de Mulheres.

do Blog do Miro  e do Fli Multimídia

Nenhum comentário:

Postar um comentário