Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos

13 de outubro de 2010

Secretário de Serra é receptador das jóias roubadas


Esse é o cara que Dilma perguntou no debate que o serra disse não conhecer...Serra que dizia até então que não conhecia Paulo Preto... bastou o Paulo Preto dizer:Em entrevista publicada hoje pela Folha, Paulo Preto, exonerado da Dersa em abril, afirma que Serra o conhece e, em tom de ameaça, diz que "não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada". "Não cometam esse erro", afirmou.Os tucanos não sabem como o Serra vai explicar, como num dia não conhece e no outro conhece. Ele não tinha uma só cara?

E não é que a memória do Serra voltou! ahahahaha já está defendendo até quem ele dizia que não conhecia:Em Aparecida, Serra defende ex-diretor da Dersa acusado por Dilma de desviar R$ 4 milhões.


Que turminha heim!!! agora olha quem era o cara!!!
Souza e o joalheiro Musab Asmi Fatayer, 28, foram à loja para pedir que os funcionários avaliassem o bracelete.
Pretendiam negociar a joia entre si.
Ao cruzar as informações sobre o bracelete negociado por Souza e Fatayer, o gerente da Gucci descobriu
que aquela mesma joia havia sido furtada da loja no dia 7 de maio passado.





Paulo Vieira de Souza, 61, ex-diretor de engenharia da Dersa (empresa de transportes do Estado de São Paulo), foi preso em flagrante no sábado, na loja de artigos de luxo Gucci, do shopping Iguatemi (zona oeste de SP).

De acordo com o texto, Souza é acusado de receptação de material ilícito --no caso, um bracelete de brilhantes avaliado em R$ 20 mil, que havia sido furtado da própria Gucci.

A Justiça mandou libertá-lo na noite de ontem (14).



a) Diretor de Engenharia do Dersa, ele comandou as grandes obras da gestão Serra, como o Rodoanel, que reúne inúmeras suspeitas de superfaturamento;

b) Em 2001, Paulo Preto foi assessor da Casa Civil de FHC;

c) Ele mantem fortes laços políticos e pessoais com Aloysio Nunes, o braço direito de José Serra;

d) Paulo Preto emprestou R$ 300 mil a Aloysio Nunes em 2007 para que este adquirisse um apartamento em Higienópolis;

e) A sua filha, Priscila de Souza, é advogada de várias empreiteiras contratadas pelo governo Serra para a construção do Rodoanel;

f) Em junho de 2010, Paulo Preto foi preso na loja Guci, em São Paulo, por receptação de bracelete de brilhante roubado da própria loja;

g) Na atual campanha presidencial de José Serra, Paulo Preto arrecadou e sumiu com R$ 4 milhões do caixa dois tucano, segundo denúncia da revista "IstoÉ";

d) Por fim, Paulo Preto é investigado pela Polícia Federal por suspeita de propina recebida da Camargo Correa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário